sexta-feira, 5 de junho de 2009

Amar-te.

- Mas pai, quando saber se ele realmente me ama? - Pergunta a menina com sombrancelhas de curiosidade.
- Não é tão difícil dizer.
Experimente sentir frio. É isso mesmo! Não precisa franzir a testa assim, não. Filha, um homem quando ama, não deixa a mulher sentir frio, esteja ele já sem blusa ou sem camisa. Não, não é escravidão, é uma dedicação imensa. O amor é uma dedicação imensa. É um casaco a proteger do frio, um abraço a proteger do vento, um travesseiro feito de camisa ou um café quente em noite de inverno.
Experimente, finja que está dormindo! E ele te vigiará para que tudo fique bem, e alisará teus cabelos até que seus sonhos te façam levitar. A vontade dele mesmo é de dançar com você no seu sonho, mas ele se contentará em te ver dormir. Claro, e em alisar os teus cabelos.
E se ouvires um barulho, lá estará ele para ver o que está acontecendo, afinal o gato no telhado não é tão perigoso assim. E o amor é uma dedicação imensa.
Experimente, gostar de flores. Sejam rosas brancas, vermelhas ou botões. E você as terá, ali belas e cheirosas flores, a enfeitar teu quarto, teus cabelos, teus momentos. Uma flor nunca será obrigação, mas ele há de correr, enfrentar o trânsito, a vaga apertada, e todos os outros perigos e obstáculos e dragões de duas cabeças que surgirem: até que ele consiga a sua flor.
Experimente fazer um mimo. É, um mimo. Vocês mulheres são tão boas nisso, oras! Não há cousa mais bela que os teus mimos, para o homem que amar-te, te trazer o outro lado da lua. Mas não peça! Deixe-o inventar, porque o homem quando ama é criativo, é corajoso, é invencível. E além de tudo, dedicado. Imensamente dedicado.

(silêncio)

- ...Pai, você é assim? - Pergunta a menina com carinha de boba.
- Bom, pergunte à sua mãe.
- Mãe, mãe! - E saiu a correr pela casa.

2 comentários:

Santiago Garcia disse...

hunnn...(pensamento)
Amar é a parte que a gente faz sem notar, e não se nota até notar que perdemô-la...

Érika (Xu) disse...

Agora sim, aqui! Confesso que este fez meus pensamentos levitarem... nunca pare de escrever, seu entusiasmo e suas palavras sempre trazem um conforto para os pensamentos. E sabe disso!