terça-feira, 24 de novembro de 2009

O grande encontro (Parte IV)




- Medo. Medo de não conseguir controlar. Este é o meu principal medo: de perder a situação das mãos, e de deixar as coisas fluirem naturalmente. Não acho que as "coisas" se resolvam sozinhas, nem em mim, nem em ninguém. Este papo de deixar a vida correr é pura besteira, e é disso que tenho medo, de - a hora que eu me der conta - a vida já estiver lá longe, já tiver corrido de mim, escorregado, entende?

- Sim, acho que sim - ele respondeu franzindo a testa, como quem tem algo a dizer - pois vejamos, você que sempre ouviu todas as coisas que ouviu sobre o quanto é responsável, inteligente, dedicado...humpf! besteira, cara! Acorda, que essa imagem existe mesmo, mas você tem que saber administrar, senão perde. Aliás, ja perdeu: pra sua insegurança, pra seus desejos incontidos, e pra esse veneno que você insiste em injetar a cada vez que quer se sentir pior. Você se derrubou, para pra pensar!

Congelei. Pensei, como sempre. Ou pior: olhando fixamente para um espelho que se movia diferente, minha imagem exata. Meus olhos nunca me amedrontaram tanto.
Então com muita calma, resolvi contar a verdade:

- O problema não está exatamente aí. O problema está aqui dentro. Não posso mais conviver com determinadas verdades, não consigo visualizá-las em outras pessoas e não tenho poder sobre isso. Simplesmente pelo fato de que está tudo aqui, em meus emaranhados pensamentos. E alguma poetiza por aí estava certa: A gente só tem medo daquilo que está dentro da gente, e isso é o que mais me apavora: a realidade. A minha realidade, sendo projetada em outras vidas, em outros universos. O universo das possibilidades é sempre infinito.

- Uau! Agora eu to gostando, acho que estamos chegando a um acordo, hein! Fale mais, fale mais...é bom ver que você voltou ao meu encontro.

É, eu voltei e, ao que me parece, "agora pra ficar"...

Um comentário:

Luana disse...

E sabe o que é pior, encontrar alguém com estes mesmos medos que você.
Encontrar alguém que te entenda, mesmo sem você saber.´