domingo, 28 de março de 2010

Porto final


Parei apenas para olhar. Para reparar, mas também simplesmente, correr meus olhos sobre os fatos que consumadamente por si só, são. Porque podemos controlar o que quisermos em nossa vida, mas tudo continuará assim: sendo. Existindo. E, é claro, acontecendo.

Desta forma fui deixando tudo correr. E vi o rapaz indo embora, levantou, despediu-se, e saiu andando. Era magro e branco dos cabelos longos, embora presos, e negros. Cumprimentou as meninas com beijos no rosto e os rapazes com apertos de mão, daqueles que os meninos inventam, e saiu com uma mochila nas costas. Vestia-se no estilo bicho grilo: chinelos, bermudão xadrez, camisa branca suja e rasgada. Barba por fazer, e se foi.

Imagino o resto da vida dele: andar, e andar, e andar mais até chegar em casa. No meio do caminho, encontrar alguns amigos tomando num bar. Parar, dar seu recado, e continuar seguindo pelas ruas.

Naturalmente comparo com meu ritmo e vejo como tudo se confirma: a vida segue. A qualquer momento iria levantar, cumprimentar as meninas com beijos no rosto e os rapazes com um abraço. Ir até meu carro, completar o ritual banco-retrovisor-cinto de segurança, dar partida e sair. Direto para casa, porém. Com a barba feita, vestindo calças claras, sapatos sport e uma camiseta vermelha.

Muda o meio de transporte, as roupas, trejeitos e talvez o sotaque. Muda todo o contexto mas a situação é a mesma e vai se repetir, inúmeras vezes. E a gente continua a tocar o barco, porque nada é mais remar do que escrever um parágrafo. E nada é mais atracar do que um ponto. Porto final.

2 comentários:

N. Ferreira disse...

Ah, de repente não é o final, mas o início de uma nova sequência. Afinal, a vida flui, o tempo todo, em direção ao nada. A gente é que atribui sentido. Que o fim seja recomeço, e que você permaneça em movimento sempre: pedra que rola não cria limo!

N. Ferreira disse...

Querido, vamos mudar o mundo?

acessa meu novo blog (http://mudamundomuda.blogspot.com)e me ajuda a divulgar a idéia!

Se colocar em prática, melhor ainda!!!

Beijão!