terça-feira, 3 de agosto de 2010

O futuro está aqui




Sinto um arrepio, misturado com uma sensação de explosão de dentro pra fora, que grita: bem vindo de volta.

Há tempos não entrava em contato com este ar, este clima metropolitano. Me deparo naturalmente com uma carga de imagens e sons, cheiros, gostos, tudo ao mesmo tempo e tudo vindo bem, bem rápido! O que está acontecendo aqui?

É uma vontade de voltar que me move a entrar de cabeça, avançar as marchas e com a ajuda do reflexo jovem, desviar dos obstáculos. Aqueles lentos, só me ajudam a seguir em frente, e os mais velozes, me mostram que não será tão fácil.

Mostro-me seguro, todavia esteja assustado. Estou aprendendo a respirar confiança e transpirar firmeza, embora o coração mole ainda me ajude a lembrar-me de quem sou. Não vou perder minha essência.

Aqui não se perde sonhos, mas sim, constrói-se aos montes. Guardo-os comigo, em um pacote que me acompanha: aqui tenho tudo o que preciso.

As armas bem escondidas, só mostro quando realmente irei usá-las, e as costas bem protegidas pelo que há de tentar fazer mal. A frente está aberta: os perigos chegam sempre ao alcance dos olhos! O que sobra são os meus dois lados, quem está - de verdade - comigo?

Sinta-se em casa, ouço.

Mastigo, engulo.

Só faço digerir.

Bem devagar.

3 comentários:

Raiana Reis disse...

Na selva de pedras caberá diferentes instintos de sobrevivência, como outros montes por desbravar... Que o lenhador conquiste o seu pedaço em cada trilha.

...E que um beijo vá na direção de onde estiver. ;)

sunshine disse...

Duvidas misturadas com certeza seriam o que? Um quase nada?

Se eu fosse o lenhador eu continuaria a desbravar sempre e sempre, mesmo que as duvidas fossem fluentes.
Pois uma hora ou outra quem prevalece é só a verdade.
E é nessa hora que nós não fazemos só mastigar, engolir e digerir, passamos a sentir o real sabor do que estamos apreciando.,

Um beijo de luz e muita paz.

Lu disse...

E você pergunta: quem está de verdade contigo?
Acredite, talvez eu não esteja ao teu lado, mas de verdade, sempre estive, por perto.
Um beijo =)