domingo, 6 de novembro de 2011

Poder

Faço-me vivo em tua presença
E faço que te trago pra mais perto
com minha pobre força

Cuida dessa tua habilidade
de fazer com que meu ego infle, exploda
Antes que teu perfume me mate

Faz o que quiser, mas com requinte
Olha em meus olhos, mira em minha boca
Acerta onde achar que deve

Tu podes.

Nenhum comentário: