quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Por extenso

A vida passa em preto e branco
Do lado de fora, pela janela
Decisões erradas
Céu desabando
Chora, enche a represa
Desaba sobre mim
Eu, que por mim
Já vou bem devagar

Nunca fui de fugir
Mas sei quando não vou vencer
Sei onde não sou rei
Por isso nunca vou lá
E a hora está próxima.

Trilhas e míseras estradas
De terra, de chão batido
Levam ao thriller
Filme de terror
Lamaçal, esconderijo
Retiro.