terça-feira, 22 de abril de 2014

Woof Woof




Sinto o blend lentamente. Escolho o velho número sete do Tenessee, o perfumado, suave, agradável e principalmente: amigo. Pra todas as horas.

Eu precisava dar uma pausa. Ou melhor, precisava nada, mas não entendia muito bem e alguém me convenceu que sim. Droga! Então parei, sabendo do quão provisória era minha decisão, eu parei.
Vivo na noite, a passeio e a trabalho. Faço a noite, viro a noite, começo a noite e consequentemente, a termino. Bem ou mal, não importa. O que importa é aquilo que só quem está no meu time sabe (e quem não está, a partir de agora, passa a saber) : uma noite é diferente da outra. 

O poeta que escreveu que as noites são todas iguais não bebeu uísque o suficiente. O mesmo vale para os dias, as mulheres, as canções. Cada elemento é único.

No ritmo intenso em que me encontrava, fazia cinco shows por semana. As vezes seis. E o cão engarrafado de Vinicius sempre comigo, me acompanhando, aconselhando, encorajando e muitas vezes me avisando quando não fazer nada além de imaginar. Algum outro poeta brasileiro disse “meu melhor amigo é o meu amor”. Esse sim devia beber muito uísque.

Eu bebia. Todo show, meia garrafa. Parecia coisa de remédio, batia certinho. E ainda na linha do remédio, digo que nunca me senti mal. Pelo contrário: a vida pode ser maravilhosa. E era, toda noite.
Cheguei a dar entrevistas neste estado pós-meio-Jack, fechar contratos ótimos, visitar pessoas, e por existir uma força superior: “quase” fazer filhos lindos.

Até que um dia, resolvi rever as entrevistas, os contratos, falar com as pessoas. E alguém me avisou: para.

E eu parei.

Hoje estou escrevendo este texto acompanhado já do segundo copo, e do copo de água geladíssima (como de costume), que ainda não chegou nem na metade. 

Acho que comecei.

Um comentário:

Anônimo disse...

Lenhador de volta, na perfeição de costume! A inspiração é muito boa, da vontade de eu mesma escrever um texto aqui! Mas me atenho a dizer que sim, recomeçou. E que bom que recomeçou.
Vai de quem, espero, "te convenceu que sim".
Bjs